Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/955
Título: Janela Aorto-Pulmonar. Experiência de Onze Casos
Outros títulos: Aortopulmonary Window. Experience of Eleven Cases
Autor: Freitas, I
Paramés, F
Rebelo, M
Martins, JD
Pinto, MF
Kaku, S
Palavras-chave: Anomalias Múltiplas
Aorta
Estudos de Follow-Up
Artéria Pulmonar
Estudos Retrospectivos
Resultado de Tratamento
Data: 2008
Editora: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Citação: Rev Port Cardiol. 2008 Dec;27(12):1597-603
Resumo: A janela aorto-pulmonar consiste numa comunicação entre a aorta ascendente e o tronco da artéria pulmonar, na presença das duas válvulas arteriais separadas. É uma anomalia rara que ocorre em cerca de 0,1% a 0,2% de todas as cardiopatias congénitas. O objectivo deste trabalho é avaliar a forma de apresentação clínica, o tratamento cirúrgico e a evolução dos doentes com janela aorto-pulmonar assistidos num centro terciário de cardiologia pediátrica num período de 30 anos. Identificaram-se onze crianças consecutivas com o diagnóstico de janela aorto-pulmonar. Dez crianças tinham o defeito do tipo proximal e uma do tipo distal. A idade na primeira avaliação variou entre três dias e 13 anos(média=44,5±63,3 meses; mediana=três meses). A ecocardiografia permitiu fazer o diagnóstico correcto nos quatro doentes mais recentes. Sete doentes foram submetidos a encerramento da janela aorto-pulmonar por via trans-aórtica e três doentes foram submetidos a laqueação da janela aorto-pulmonar. Simultaneamente, foram corrigidas anomalias associadas significativas em três doentes: correcção de interrupção do arco aórtico em dois doentes; encerramento de comunicação interventricular e alargamento do tracto de saída do ventrículo direito com remendo de Dacron, num doente. Um doente teve seguimento médico por apresentar hipertensão pulmonar fixa. A mortalidade operatória foi de 10% (1/10) e não se verificou mortalidade tardia. O tempo médio de seguimento foi de 10±4,9 anos. Actualmente os nove doentes operados sobreviventes estão assintomáticos, sem qualquer medicação, sem defeitos residuais e sem evidência de hipertensão pulmonar. Em conclusão, a evolução das técnicas de diagnóstico e de tratamento cirúrgico da janela aorto-pulmonar nos últimos anos permite uma intervenção precoce com bons resultados clínicos.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/955
Aparece nas colecções:CAR PED - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RPC 2008 1597.pdf142,8 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.