Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/611
Título: Qualidade de Vida e Transplante
Outros títulos: Quality of Life and Transplantation
Autor: Telles-Correia, D
Barbosa, A
Mega, I
Palavras-chave: Transplantação de Órgãos
Qualidade de Vida
Data: 2010
Editora: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos
Citação: Acta Med Port. 2010 Nov-Dec;23(6):1091-100
Resumo: Com o aperfeiçoamento das técnicas cirúrgicas e do seguimento clínico dos doentes no período pós transplante, o aumento da sobrevivência deixou de ser o único objectivo da transplantação, passando a avaliação da qualidade de vida a desempenhar um papel fundamental. Os instrumentos que avaliam a qualidade de vida podem ser multi/unidimensionais, ou específicos/inespecíficos. Entre os principais instrumentos para avaliar a qualidade de vida destacam-se o MOS-SF36, validado para a população portuguesa. De acordo com a maioria dos estudos existentes, há uma melhoria das várias dimensões da qualidade de vida após o transplante. Nalguns estudos prospectivos, verifica-se que a qualidade de vida no período pós transplante era determinada por alguns factores do pré-transplante médicos (gravidade da doença) e psiquiátricos (personalidade, depressão e ansiedade, estratégias de coping).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/611
Aparece nas colecções:CHBPT - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AMP 2010 1091.pdf197,94 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.