Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/2736
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorCabugueira, A-
dc.contributor.authorVicente, A-
dc.contributor.authorLemos, V-
dc.contributor.authorAnjos, R-
dc.contributor.authorRosa, R-
dc.contributor.authorFlores, R-
dc.contributor.authorGomes, T-
dc.contributor.authorReina, M-
dc.date.accessioned2017-07-21T15:18:30Z-
dc.date.available2017-07-21T15:18:30Z-
dc.date.issued2016-07-
dc.identifier.citationOftalmologia. 2016 Jul-Set; 40 (3): 199-206pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.17/2736-
dc.description.abstractIntrodução: Os autores pretendem analisar a espessura macular e a camada de fibras nervosas peripapilar (CFN) em doentes com glaucoma inicial e com o diagnóstico de hipertensão ocular (HTO). Também propõem um modelo de correspondência da espessura macular de uma dada região do hemisfério superior com a CFN temporal superior (TS) e do hemisfério inferior com a CFN temporal inferior (TI) no glaucoma inicial. Material e Métodos: Estudo retrospectivo não randomizado, constituído por 48 olhos com glaucoma inicial e 39 olhos com diagnóstico de HTO, submetidos a análise da assimetria da espessura macular do polo posterior e da CFN por Tomografia de coerência óptica Spectral Domain (SD-OCT). Avaliamos a correlação entre a espessura macular de uma região selecionada do hemisfério superior e do inferior, com a CFN TS e TI, respectivamente. Resultados: Nos doentes com glaucoma inicial, a espessura macular e a CFN (global e sectorial) foram significativamente inferiores (p<0,01). A correlação da CFN TS com a espessura macular da região selecionada do hemisfério superior foi moderada (R:0,403; p<0,01), e da CFN TI com a região selecionada do hemisfério inferior foi positiva forte (R:0,612; p<0,001). Conclusão: Dado que, a CFN TI é o sector apontado como precocemente afectado no glaucoma, e se verificou uma correlação forte com a região macular inferior selecionada, consideramos que esta também pode ser mais vulnerável à lesão glaucomatosa inicial. A avaliação desta região isoladamente ou integrada com a CFN, poderá ser valiosa no diagnóstico precoce.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.publisherSociedade Portuguesa de Oftalmologiapt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectCHLC OFTpt_PT
dc.subjectGlaucomapt_PT
dc.subjectHipertensão Ocularpt_PT
dc.subjectTomografia de Coerência Ópticapt_PT
dc.subjectFibras Nervosaspt_PT
dc.titleCorrelação entre Espessura Macular e Camada de Fibras Nervosas Peripapilar no Glaucoma Inicialpt_PT
dc.typearticlept_PT
dc.peerreviewedyespt_PT
dc.description.versioninfo:eu-repo/semantics/publishedVersionpt_PT
degois.publication.firstPage199pt_PT
degois.publication.lastPage206pt_PT
degois.publication.titleOftalmologiapt_PT
degois.publication.volume40pt_PT
Aparece nas colecções:OFT - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RPO 2016 199.pdf1,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.