Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/2735
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorPainhas, T-
dc.contributor.authorRodrigues, F-
dc.contributor.authorEsteves, F-
dc.contributor.authorCosta Ferreira, C-
dc.contributor.authorSalgado Borges, J-
dc.date.accessioned2017-07-21T11:48:39Z-
dc.date.available2017-07-21T11:48:39Z-
dc.date.issued2013-07-
dc.identifier.citationOftalmologia. 2013 Jul-Set; 37 (3): 167-174pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.17/2735-
dc.description.abstractObjectivo: Avaliar os resultados visuais e queratométricos do tratamento com cross-linking de colagénio corneano (CXL) no queratocone progressivo realizado no Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga durante o período de 1 ano. Material e Métodos: Estudo retrospetivo no qual foram incluídos 15 olhos (15 doentes) com queratocone progressivo. Todos os pacientes foram submetidos ao tratamento com CXL com riboflavina e luz ultravioleta-A segundo o protocolo de Dresden. 8 olhos completaram 12 meses de seguimento e, 7 olhos completaram 6 meses. Avaliámos a acuidade visual com e sem correcção, cilindro refractivo e equivalente esférico, topografia corneana e paquimetria com Pentacam®, assim como os parâmetros obtidos com o Ocular Response Analyzer®. Resultados: Verificou-se uma melhoria da melhor acuidade visual corrigida média de 0.56 +/- 0.18 para 0.60 +/- 0.18 aos 3 meses, atingindo aos 6 meses 0.69, diferença estatisticamente significativa (p=0.007) e aos 12 meses 0.72 (p=0.003). Os valores do cilindro refractivo e equivalente esférico diminuíram após o procedimento mas sem significado estatístico. Em todos os olhos tratados verificou-se estabilização da progressão. A média da queratometria máxima diminui significativamente de 51.11D pré-operatório para 49.63D (p=0.002) aos 6 meses e para 50.0 D aos 12 meses (p=0.01). Conclusões: O CXL de colagénio é um tratamento promissor para o queratocone evolutivo pois permite atrasar a progressão da doença e, em alguns casos, melhorar os parâmetros visuais, refractivos e topográficos. Os nossos resultados mostram uma melhoria funcional e morfológica, com a estabilização da progressão da doença, sendo necessário, no entanto, resultados a longo prazo.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.publisherSociedade Portuguesa de Oftalmologiapt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectCHLC OFTpt_PT
dc.subjectCórneapt_PT
dc.subjectEstudos Retrospectivospt_PT
dc.subjectRiboflavinapt_PT
dc.titleAvaliação dos Resultados do Cross-Linking de Colagénio Corneano em Doentes com Queratocone: a Nossa Experiênciapt_PT
dc.typearticlept_PT
dc.peerreviewedyespt_PT
dc.description.versioninfo:eu-repo/semantics/publishedVersionpt_PT
degois.publication.firstPage167pt_PT
degois.publication.lastPage174pt_PT
degois.publication.titleOftalmologiapt_PT
Aparece nas colecções:OFT - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RPO 2013 167.pdf3,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.