Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/219
Título: Revascularização Infrainguinal Híbrida em Isquémia Crítica
Autor: Gonçalves, F
Valentim, H
Rodrigues, H
Castro, JM
Eça, FA
Albuquerque e Castro, J
Mota Capitão, L
Palavras-chave: Procedimentos Endovasculares
Isquémia
Angioplastia
Data: 2009
Editora: Sociedade Portuguesa de Cirurgia Cardio-Torácica e Vascular
Citação: Rev Port Cir Cardiot Vasc 2009; 16 (2): 91-96
Resumo: A introdução de técnicas endovasculares na rotina dos serviços de Cirurgia Vascular permitiu alargar o leque de opções terapêuticas nas diversas áreas de intervenção da especialidade. A revascularização endoluminal pode ser utilizada como complemento às técnicas cirúrgicas convencionais. Foi realizada pontagem com enxerto protésico femoro-popliteu supra-genicular com e PTFE e seguidamente colocado um introdutor no próprio enxerto. Consegue-se um acesso simplificado a lesões dos vasos distais enquanto se oferece uma revascularização eficaz do sector femoro-popliteu. A revascularização distal foi realizada utilizando angioplastia e colocação de stent conforme os casos, de modo a conseguir fluxo contínuo em pelo menos uma das artérias tibiais ou na artéria peroneal. O objectivo deste tipo de intervenção é permitir a revascularização do sector femoro-popliteu de forma eficaz e seguidamente conseguir fluxo contínuo até pelo menos uma artéria do pé. Este tipo de intervenção pode ser especialmente atractivo para doentes em grau IV de Leriche-Fontaine e na ausência de enxerto venoso autólogo de qualidade.
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/219
Aparece nas colecções:CIR VASC - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RPCCTV 2009 91.pdf310,29 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.