Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/209
Título: Abcesso Mediastínico Após Laceração Iatrogénica do Seio Piriforme - Caso Clínico
Outros títulos: Mediastinal Abscess Following Iatrogenic Piriform Fossa Perforation - Case Report
Autor: Ribeiro, S
Montemor, R
Sousa, V
Marques Pinto, L
Barros, E
Palavras-chave: Factores de Tempo
Abcesso
Intubação Traqueal
Data: 2010
Editora: Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Citação: Rev Port Otorrinol Cir Cerv Fac 2010: 48 (3): 135-138
Resumo: A hipofaringe e o esófago cervical são áreas particularmente vulneráveis a traumatismos por entubação oro-traqueal. Estes acidentes anestésicos são raros, pouco relatados e com maior incidência em situações de emergência. As perfurações faringoesofágicas podem passar despercebidas até ao aparecimento de sinais e sintomas característicos. Estes incluem dor cervical, febre, disfagia, leucocitose, enfisema subcutâneo e pneumomediastino. O tratamento cirúrgico vs conservador é controverso. É no entanto consensual que o intervalo de tempo entre o traumatismo e o diagnóstico e tratamento é, por si só, o factor mais importante para o prognóstico. Os autores apresentam um caso de uma parturiente submetida a cesariana de urgência em que ocorreu um acidente anestésico por entubação difícil, com laceração do seio piriforme e posterior formação de abcesso mediastínico.
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/209
Aparece nas colecções:ORL - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RPOCCF 2010 135.pdf201,92 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.