Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/208
Título: Otosclerose - Correlação Clínica e Imagiológica
Outros títulos: Otosclerosis - Clinic and Imagiologic Correlation
Autor: Amaro, C
Montemor, R
Nascimento, S
Ribeiro, S
Baptista, SV
Barros, E
Palavras-chave: Otosclerose
Tomografia Computorizada
Estapedectomia
Estudos Retrospectivos
Data: 2010
Editora: Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial
Citação: Rev Port Otorrinol Cir Cerv Fac 2010: 48 (2): 69-75
Resumo: Objectivos: Identificar factores que influenciem os resultados no pós-operatório em otosclerose, nomeadamente a tomografia computorizada (TC). Material e métodos: Estudo retrospectivo de 42 doentes. Análise estatística com o teste de T Student e o estudo de Correlações de Pearson. Resultados: O Gap Aero-Ósseo (GAO) médio no pré e pós operatório foi, respectivamente, 42 dB e 13 dB. Das 11 TC avaliadas, verificaram-se focos activos em 4 ouvidos e inactivos em 5. Uma das TC foi considerada normal. Houve um predomínio de focos do grupo 1 (7 ouvidos). Não houve diferença estatisticamente significativa do ganho da audição quanto à presença de entalhe de Carhart e ao GAO pré operatório (p>0.05). Embora houvesse uma correlação positiva entre a actividade do foco encontrada na TC e o ganho audiométrico, esta relação não foi estatisticamente significativa (p=0.094). Conclusão: A TC é um meio de imagem que pode auxiliar as decisões terapêuticas da otosclerose.
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/208
Aparece nas colecções:ORL - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RPOCCF 2010 69.pdf376,74 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.