Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/167
Título: Incontinência Urinária
Outros títulos: Urinary Incontinence
Autor: Vaz Santos, V
Palavras-chave: Incontinência Urinária
Sistema Urinário
Urodinâmica
Diagnóstico
Fisiopatologia
Data: 1999
Editora: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos
Citação: Acta Med Port. 1999 Jan-Mar;12(1-3):27-32.
Resumo: O AA, após definir a U.I como um sintoma, um sinal e uma condição ilustra com estudos epidemiológicos que estamos perante um problema médico, social e económico maior. Por outro lado a fisioterapia da U.I. é explicada no contexto do equilíbrio entre as forças expulsivas e retencionistas na fase de enchimento. Deste modo explica a U.I por urgência devido a bexiga hiperactiva e a U.I. ao stress por hipermobilidade do colo da bexiga e ou lesão do esfíncter intrínseco. O diagnóstico e a severidade destes diferentes tipos de U.I. é apresentado tendo como base: a história clínica; o pad teste ; o registo diário demicções; o Q tip test. Os exames complementares como: O Rx simples do aparelho urinário; a urinocultura; os estudos urodinâmicos; a eco transvaginal avaliam os factores de continência alterados. O tratamento da U.I. é exposto tendo como base a fisiopatologia, e exemplificando de uma forma sistemática com casos clínicos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/167
Aparece nas colecções:URO - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AMP 1999 27.pdf1,65 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.