Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/1631
Título: Renal Replacement Therapy in Critically Ill Patients - What Modality Should We Choose?
Outros títulos: Terapêutica Substitutiva da Função Renal no Doente Crítico - Que Modalidade Escolher?
Autor: Ferreira, AC
Palavras-chave: HCC NEF
Lesão Renal Aguda
Diálise
Unidades de Cuidados Intensivos
Terapêutica
Data: 2013
Editora: Sociedade Portuguesa de Nefrologia e Hipertensão
Citação: Port J Nephrol Hypert 2013; 27 (2): 83-89
Resumo: A lesão renal aguda é uma complicação comum nas unidades de cuidados intensivos. A mortalidade do doente crítico que requer diálise é extremamente elevada, apesar dos avanços significativos dos cuidados prestados a estes doentes. Há várias décadas que se discute o tipo de modalidade dialítica a oferecer a estes doentes (continua ou intermitente) e os principais fatores que pesam na decisão clínica são os meios e a experiência do centro, bem como a condição clínica do doente. Vários estudos tentaram estabelecer a melhor abordagem ao doente crítico com lesão renal aguda e necessidade dialítica, em termos de sobrevida do doente e recuperação renal. Nesta revisão tentarei resumir as evidências disponíveis sobre este tema.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/1631
Aparece nas colecções:NEF - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RPNH 2013 83.pdf400,4 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.