Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/1376
Título: Larva Migrans Cutânea - a Propósito de um Caso Típico
Outros títulos: Cutaneous Larva Migrans - a Typical Case Report
Autor: Santos, G
João, A
Palavras-chave: Larva Migrans
Doenças da Pele
Data: 2013
Editora: Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venereologia
Citação: Revista SPDV 2013; 71 (1): 97-99
Resumo: A larva migrans cutânea é frequente em regiões tropicais e sub-tropicais e é causada pela migração de larvas de nemátodos na pele. O diagnóstico é efectuado essencialmente pelas características epidemiológicas da dermatose e pela sua semiologia clínica. Geralmente o tratamento é bem sucedido com albendazol ou ivermectina. Descreve-se o caso clínico de uma mulher de 54 anos que regressou de férias na Jamaica há cerca de 15 dias. A doente iniciou no local, uma pápula eritematosa, bem delimitada, com 2mm de largura no bordo externo do pé esquerdo, progredindo em trajecto serpiginoso pela planta até atingir o bordo interno do pé. Negava febre ou outros sintomas associados. Clinicamente a dermatose era muito sugestiva de larva migrans cutânea pelo que se institui terapêutica com albendazol. O presente caso serve para relembrar uma dermatose pouco frequente em Portugal. Pretende-se também alertar para o reconhecimento precoce desta dermatose, que apesar de autolimitada é motivo de grande ansiedade para os doentes.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/1376
Aparece nas colecções:DER - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Revista SPDV 2013 97.pdf179,63 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.