Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/1356
Título: Importância do Diagnóstico Laboratorial no Síndrome de HELLP
Autor: Pereira, A
Roque, A
Viegas, M
Melo, M
Palavras-chave: Síndrome de HELLP
Gravidez
Pré-Eclâmpsia
Hemólise
Enzimas
Trombocitopenia
Data: 2005
Editora: Maternidade Dr. Alfredo da Costa
Citação: Arq Mat Alfredo da Costa 2005; 16 (1): 10-13
Resumo: O Síndrome de Hellp (S. Hellp) é uma situação clínica que surge aproximadamente em 10% dos casos de pré-eclâmpsia grave. É uma disfunção multiorgânica em que a tríade laboratorial que o caracteriza, H-hemólise, EL-elevated liver enzymes (enzimas hepáticos elevados) e LP-low platelets (trombocitopenia) permite efectuar e monitorizar correctamente o diagnóstico e tratamento aplicado. O S. Hellp pode surgir inicialmente numa fase mais lenta, em que se verificam níveis moderadamente elevados de desidrogenase láctica (LDH), trombocitopenia ligeira (100.000-150.000/ul) e diminuição da haptoglobina. Posteriormente, torna-se evidente a existência de disfunção hepática, pela elevação dos níveis séricos do aspartato amino transferase (AST) e alanina amino transferase (ALT), acompanhados de concentrações ainda mais elevadas de LDH e trombocitopenia grave (<50.000/ul). Surge a anemia hemolítica microangiopática e verificam-se igualmente alterações significativas da coagulação. Outras perturbações podem ocorrer, nomeadamente a nível renal, cardiovascular e respiratório.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/1356
Aparece nas colecções:PAT CLIN - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Arq MAC 2005 10.pdf196,95 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.