Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/1355
Título: Contracepção de Emergência: o que há de Novo?
Autor: Soares Albergaria, F
Machado, AI
Palma, F
Sobral, D
Aleixo, F
Delgado, E
Moniz, L
Palavras-chave: Contracepção
Dispositivos Intrauterinos
Data: 2005
Editora: Maternidade Dr. Alfredo da Costa
Citação: Arq Mat Alfredo da Costa 2005; 16 (1): 40-43
Resumo: A Contracepção de Emergência é um método simples, seguro e não-abortivo de evitar gravidezes não desejadas. O desconhecimento dos métodos disponíveis compromete a difusão do seu uso e reduz as suas potencialidades na melhoria da Saúde Reprodutiva. Em Portugal estão disponíveis métodos hormonais (método de Yuzpe e pílula de Levonorgestrel) e o DIU de cobre. A pílula de Levonorgestrel impõe-se sobre o método de Yuzpe por ser mais eficaz (até 98,9%), apresentar consideravelmente menores efeitos secundários (redução superior a 50% da ocorrência de náuseas e vómitos) e por ser cómodo (administrável em toma única). Estudos recentes demonstraram que ambos os métodos hormonais podem ser usados até 120 horas após relações sexuais (RS) não protegidas com eficácia, embora esta pareça ser maior quanto maior a precocidade da toma, o DIU de cobre é o método de eleição para a CE que se inicia 72 horas após RS não protegidas.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/1355
Aparece nas colecções:GIN - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Arq MAC 2005 40.pdf177,81 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.