Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/1336
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorNabais, C-
dc.contributor.authorSalústio, R-
dc.contributor.authorParedes, B-
dc.contributor.authorValente de Sousa-
dc.contributor.authorPorto, E-
dc.contributor.authorCardoso, C-
dc.contributor.authorFradique, AC-
dc.date.accessioned2013-06-27T09:57:56Z-
dc.date.available2013-06-27T09:57:56Z-
dc.date.issued2013-
dc.identifier.citationIN: XXXIII Congresso Nacional de Cirurgia; 2013, 3 a 5 Março. Lisboa, Portugalpor
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.17/1336-
dc.description.abstractIntrodução: A rotura de carcinoma hepatocelular é um evento que ocorre em 3 a 26% dos casos de carcinoma hepatocelular e está associado a uma elevada taxa de mortalidade. A apresentação habitual é a de um quadro de hemoperitoneu. A abordagem destes doentes ainda não é consensual e encontra-se dependente da reserva hepática funcional e estadiamento tumoral, mas também dos meios tecnológicos disponíveis na instituição hospitalar e experiência da equipa cirúrgica. Caso clínico: Doente de 57 anos admitida no serviço de urgência por um quadro clínico de abdómen agudo associado a sinais de hipovolémia. Durante a observação registou-se um agravamento clínico e instabilidade hemodinâmica. Dos exames complementares destacava-se a existência de acidose metabólica, anemia aguda, e após medidas iniciais de ressuscitação com estabilização hemodinâmica, tomografia computorizada que revelou sinais de hemoperitoneu associados à existência de um tumor hepático em rotura no segmento V/VI. A doente foi abordada cirurgicamente, encontrando-se tumor hepático solitário em hemorragia activa. Realizado controlo hemostático e ressecção hepática. Pós-operatório sem intercorrências. Na histologia da peça operatória foi identificado carcinoma hepatocelular. Conclusão: O presente caso clínico pretende chamar a atenção para uma causa não frequente de hemoperitoneu espontâneo, mas associada a elevada taxa de mortalidade. O diagnóstico e abordagem precoces são essenciais para evitar um evento fatal.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherServiço de Cirurgia 1 do Hospital de S. José, Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPEpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectCarcinoma Hepatocelularpor
dc.subjectRoturapor
dc.subjectMortalidadepor
dc.subjectTerapêuticapor
dc.titleHemoperitoneu Espontâneo. Rotura de Carcinoma Hepatocelularpor
dc.typeotherpor
dc.peerreviewedyespor
degois.publication.locationCentro Cultural de Belémpor
Aparece nas colecções:CIR - Comunicações e Conferências

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rotura Ca Hepatocelular.pdf5,5 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.