Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/1266
Título: Fístula Pleuro-Cutânea 52 Anos após Oleotórax
Outros títulos: Pleuro-Cutaneous Fistula 52 Years after Oleothorax
Autor: Pires, G
Goes, MJ
Geraldes, V
Rodrigues, J
Rolo, J
Castro, A
Palavras-chave: Fístula
Tuberculose
Data: 1998
Editora: Sociedade Portuguesa de Medicina Interna
Citação: Med Interna 1998; 5 (4): 248-250
Resumo: O oleotórax foi largamente utilizado entre 1930 e 1950 como tratamento da tuberculose pulmonar. Embora tenha sido abandonado a partir da década de 50, pelo sucesso terapêutico dos antibacilares e pela evolução da cirurgia torácica, continuaram a surgir, muitos anos mais tarde, complicações. Os autores apresentam o caso clínico de um doente com 80 anos de idade, com antecedentes de tuberculose pulmonar, tratada há 52 anos com oleotórax, o qual foi internado para esclarecimento de um tumor na região infra-clavicular direita, tendo a tomografia axial computorizada revelado a existência de uma fístula pleuro-cutânea e a punção mostrado que o conteúdo era oleoso.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/1266
Aparece nas colecções:MED - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RSPMI 1998 248.pdf173,69 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.