Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/114
Título: A Prevenção Primária da Alergia Alimentar é Possível? – Caso Clínico
Autor: Pinheiro, A
Gomes, S
Paiva, M
Gaspar, A
Palavras-chave: Hipersensibilidade Alimentar
Proteínas do Leite
Anafilaxia
Prevenção
Criança
HDE ALER
Data: 2009
Editora: Sociedade Portuguesa de Imunoalergologia
Citação: Rev Port Imunoalergologia. 2009;17(5): 457-464
Resumo: A alergia alimentar tem expressão e gravidade crescentes em idade pediátrica. Estando documentada maior incidência familiar, têm sido tentadas medidas de prevenção primária, cuja efi cácia permanece controversa. Descreve-se o caso de uma criança de alto risco que fez prevenção primária de alergia alimentar. Apresentou, no entanto, desde os 2 meses, eczema atópico e, aos 12 meses, reacção anafiláctica após ingestão acidental de peixe. Testes cutâneos por picada e IgE específicas positivos para diversos peixes e ovo. Apesar da evicção prescrita, aos 22 meses ocorreu nova reacção anafiláctica, no infantário, após inalação de vapores de peixe e, aos 42 meses, vómitos após ingestão acidental de alimento contendo ovo. A prevenção primária da alergia ao leite de vaca foi eficaz. Este caso salienta a complexidade da abordagem preventiva da alergia alimentar e destaca a necessidade do envolvimento da família e da escola na prevenção e na actuação rápida e eficaz na anafilaxia alimentar.
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/114
Aparece nas colecções:ALER - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rev Port Imunoalergologia 2009_17_457.pdf140,58 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.