Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/1116
Título: Anemia de Células Falciformes e Acidente Vascular Cerebral: Uma História Evitável
Outros títulos: Sickle Cell Disease and Cerebrovascular Stroke: A Preventable Event
Autor: Simões, AS
Garcia, P
Fernandes, I
Ventura, L
Silva, R
Barata, D
Palavras-chave: Anemia Falciforme
Acidente Vascular Cerebral
Criança
Caso Clínico
HDE UCI PED
Data: 2011
Editora: Centro Editor Livreiro da Ordem dos Médicos
Citação: Acta Med Port 2011; 24: 637-640
Resumo: Introdução: Na criança, a etiologia do acidente vascular cerebral (AVC) é conhecida em 75% dos casos, sendo a anemia de células falciformes (ACF) a mais frequente na criança de raça negra. O interesse deste caso clínico reside na forma de apresentação pouco habitual e curso evitável. Caso clínico: Criança de raça negra com 27 meses de idade, sem antecedentes relevantes, admitida por sinais neurológicos focais de instalação súbita. A tomografia computorizada cranio-encefálica e ressonância magnética evidenciaram lesão isquémica aguda extensa e alterações compatíveis com AVC silencioso prévio. Analiticamente apresentava anemia normocítica, muitos drepanocitos de formação espontânea e 87% de hemoglobina S. Neste contexto, foi submetida a transfusão-permuta. Conclusão: O AVC como complicação da ACF pode acontecer em idades precoces e surgir como quadro inaugural. Pensamos que se justifica divulgar o rastreio pré-natal e realizar um estudo da relação custo-benefício para a implementação de um rastreio neonatal desta patologia em Portugal.
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/1116
Aparece nas colecções:UCI PED - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Acta Med Port 2011_24_637.pdf361,46 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.