Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.17/1066
Título: Falsos Negativos em Citologia Cervical. A Propósito de um Caso Clínico
Autor: Pargana, L
Vicente, L
Paula, T
Vitorino, A
Belo, AI
Borrego, J
Palavras-chave: Reacções Falso-Negativas
Citologia
MAC GIN
MAC ANPAT
Data: 2001
Editora: Maternidade Dr. Alfredo da Costa
Citação: Arq Mat Alfredo da Costa 2001 Dez; 17 (2): 77-80
Resumo: A redução na incidência e morbimortalidade do cancro do colo invasivo deveu-se, e deve-se, ao diagnóstico e terapêutica das lesões precursoras do cancro cervical, contribuindo para este objectivo a implementação de métodos e programas de rastreio eficazes com citologia cervical. É do conhecimento geral que a citologia cervical é um método de rastreio eficaz mas apresenta limitações. Os falso negativos podem atingir mais de 50%, uma taxa de 5 a 10% é considerada aceitável pela maioria dos autores. Taxas inferiores a 5% são apresentados nas melhores séries. Como a citologia é um exame de rastreio e não um teste diagnóstico, se a sintomatologia e/ou a clínica sugerirem patologia, a investigação deverá prosseguir, mesmo na presença de citologia negativa. O caso clínico que se apresenta ilustra e pede atenção para a problemática dos resultados falsamente negativos da citologia cervical.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.17/1066
Aparece nas colecções:GIN - Artigos
ANPAT - Artigos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Arq MAC 2001 77.pdf306,23 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.